Palestino disfarçado de fotógrafo morre depois de esfaquear soldado








Um palestino disfarçado de jornalista foi morto pouco depois de esfaquear e deixar gravemente ferido um soldado israelense perto da colônia de Kiryat Arba, na Cisjordânia ocupada, nesta sexta-feira (16), informou o exército de Israel.

Um porta-voz militar disse à agências de notícias France Presse que o palestino estava vestido como repórter fotográfico, "o que permitiu que se aproximasse dos soldados".

A sequência de imagens a seguir mostra o palestino com colete de imprensa correndo atrás do soldado israelense com uma faca na mão e o agredindo.






Os confrontos em Gaza ocorrem durante o que os palestinos chamaram de "Sexta-feira da Revolução" contra Israel.

Palestinos e israelenses se enfrentam há duas semanas em confrontos que deixaram mais de 30 mortos e cerca de mil feridos do lado palestino, e sete mortos e dezenas de feridos do lado israelense.

A tensão aumentou na região devido ao maior controle do acesso ao complexo onde fica o Muro das Lamentações e a mesquita de al-Aqsa, um local em Jerusalém Oriental considerado sagrado tanto por judeus quanto por muçulmanos.

Palestinos temem que Israel mude o acesso atual à mesquita, onde judeus podem visitar mas não podem rezar – algo que Israel diz que não pretende fazer.

Postar um comentário

0 Comentários